quinta-feira, 14 de março de 2013

• I have a dream...

Sempre me ensinaram a não desistir dos meus sonhos. 

Por isso, eu VOU ser feliz aqui onde nasci, façam lá o que fizerem Coelhos, Gaspares, Relvas, troikas e outros quejandos. Que não são meus inimigos mas antes vítimas da História. E coitados, não estão quase nada - infelizmente para todos nós, a arraia miúda de Fernão Lopes - à altura desta. No hard feelings, folks!...

Vou resistir! Não me vão quebrar! Nem estes nem os outros senhores que por trás deles se escondem mas que tudo controlam. 

2 comentários:

M.Eugénia Vilela disse...

Pois eu não sei se resisto! Ou, se calhar, serei obrigada a aguentar, mas só porque o resto do mundo também não está muito apetecível. Ou é Europa e está mal, ou é Africa e assusta de tanta corrupção e miséria, ou é Oceania e são xenófobos e não nos querem lá. Veremos.

Giuseppe Pietrini disse...

Ou é Estados Unidos e é viver numa sociedade onde as armas abundam. Ou é Brasil onde as armas ainda devem ser mais usadas. Etc...

Eu sei que o mundo está a ficar um lugar um pouco duro para viver. E os homens só o estão a piorar hoje em dia. Vejo todo um global castelo de cartas a desmoronar-se. Mas há-de haver algum sítio onde se dará sentido à vida de cada um de nós. Há quem a tenha encontrado em paragens inusitadas, como Timor...

Um jinho, Maria Eugénia! ;-)
Giuseppe