domingo, 5 de julho de 2015

• Όχι, όχι, όχι!...

Ίσως ποτέ τόσο πολύ όσο σήμερα μία ψήφο είχε τόσο μεγάλη δύναμη για την υπεράσπιση της δημοκρατίας και της αξιοπρέπειας ενάντια στην τυραννία και την υποκρισία...

Perhaps never so much as today one vote had so much power in defense of democracy and dignity against tyranny and hypocrisy...

Talvez nunca tanto como hoje um voto tenha tido tanto poder em defesa da democracia e dignidade contra a tirania e a hipocrisia...

E por falar nisso… E agora só para consumo interno… Sou só eu que acho extremamente pornográfico o sorrisinho de Pierre Pas Lapin que ele põe na expressão do seu rosto, talvez de um modo inconsciente até, quando abre a boca e debita cá p’ra fora toda a hipocrisia inata do seu ser político? 

Isto é para mim sobretudo notório quando este tratante aparece a falar directamente para os seus apaniguadoos jotinhas, em reportagens na televisão. E, indirectamente, a querer dar recadinhos para cada um de nós, aqueles piegas bandalhos que andámos a viver todos acima das nossas possibilidades. E que ele apostou em tomar como a sua suprema missão lixar-nos a vidinha!…

O pavor com que ele deve viver hoje em dia por causa de vir, mais tarde ou mais cedo, a perder a face!… E de ficar para sempre do lado errado da História de Portugal.

Se alguma vez ele foi um bom homem de princípios sãos, perdemo-lo para quem ele vendeu a sua alma.

Nenhum comentário: