segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

• Anedotário Rasca - I

Um cidadão é para além de outras coisas um repositório de histórias. E eu, para além de cidadão, sou um homem que adora desempenhar o papel de contador de histórias. 

É que tenho muitas! E descobri ontem mesmo, vasculhando discos rígidos dos meus Mac’s (não consigo chamar estas ferramentas de eleição como vulgares computadores…), que possuo um interessante acervo de anedotas. Algumas bem rascas, como até convém, dado o ADN particularíssimo deste blog...

Hoje dar-se-á início a esta nova rubrica, Anedotário Rasca, neste blog que ambiciono que se torne cada vez mais da vossa preferência, meus caros leitores. 

Mas atentai bem, caríssimos, que a linguagem doravante aqui empregue pode ser algo explícita demais para aqueles indivíduos entre nós que pugnam por ser mais delicadinhos… Ou ainda para aqueles pequenotes intelectuais dos meios académicos desta Lisboa, urbe que dizem que cheira bem.

Adiante, que se faz tarde! Vamos lá à minha primeira anedotinha. Sobre os bancos e a elevação moral dos que os servem como empregados de topo da hierarquia destas nobres instituições. 

Um homem entrou no BPN, dirigiu-se à caixa e disse:

- Eu quero abrir a merda duma conta na merda deste banco!!!…

A moça da caixa, estupefacta, perguntou:

- O sr. desculpe, mas acho que não ouvi bem o que disse. Não se importa de repetir?

- Bem, vê lá se ouves desta vez, caralho! Eu disse que quero abrir uma merda duma conta na merda deste banco!

A moça pediu licença e foi contar a desagrádavel situação ao gerente daquela sucursal, que concordou que ela não era obrigada a ouvir tal palavreado. Dirigiu-se então com ela ao balcão, para abordar aquele cliente mais difícil pessoalmente. 

- Bom dia. O sr. importa-se de me dizer o que se passa? Tem algum problema com o nosso atendimento à sua questão?

- Não há caralho de problema nenhum! Eu é que ganhei 200 milhões de aérios na lotaria e quero abrir a merda duma conta na merda deste banco, foda-se!!!… 

- Percebo perfeitamente.... E esta puta do caralho só está a complicar as coisas, não é verdade?

Nenhum comentário: