quinta-feira, 28 de setembro de 2017

• Morreu um cidadão rasca

De sua graça Hugh Marston Hefner, bateu hoje os tacões. E este blog não podia deixar de lhe prestar uma devida homenagem.

Uma outra alma, que julgo seria um bom amigo dele, se tivesse sido seu contemporâneo, disse um dia isto:

“Toda a gente morre. Mas nem toda a gente viveu.”
 - Manuel Teixeira Gomes,
sétimo presidente da República Portuguesa

Este gajo, o Hefner, soube viver. É o que me apetece dizer sobre ele. Não o invejando muito por aí além, porque ele, presumo, só teria à sua beira “coelhinhas” e eu não desdenho “real people”, isto é, fofinhas… Não o invejando, dizia eu, gostaria no entanto de ter um dia a sua fama de “unconventional gentleman”. À minha maneira.

O site da Playboy tinha hoje, apenas e só, uma foto sua - enquanto quarentão ou cinquentão, não sei precisar - com o seu proverbial cachimbo e com esta citação abaixo, que lhe é atribuída. Mais nada.

“Life is too short to be living somebody else’s dream."
 - Hugh Hefner

És capaz de ter razão, Hugh. És bem capaz de ter razão.
____________________________________________________

P.S.: E porque a Playboy é uma revista onde o humor é um ingrediente essencial e isto que vou partilhar a seguir não pode passar de hoje, senão corre-se o risco de perder impacto e piada... Não tendo mesmo absolutamente nada a ver com o Hugh Hefner, mas enfim... Isto é uma blague só cá para o burgo... Enfim, cá vai!...

Após a partida de ontem entre o FC Basel e o Sport Lisboa e Benfica para a Champions League, a Emirates pondera retirar o patrocínio das camisolas do "glorioso". Mas o SLB já tem uma outra big corporation interessada em vigorar ao peito da troupe de circo das denominadas "papoilas saltitantes". Que é esta:


Nenhum comentário: