segunda-feira, 31 de julho de 2017

• No lo han logrado

Nos últimos tempos, e graças à minha labuta árdua, tenho tido a felicidade de descobrir mais alguns recantos deste país onde nasci que ainda faltavam no meu curriculum vitae geográfico.

E em cada novo lugar onde vislumbro uma súbita alegria e um querer de lá viver, uma ideia me assalta…

A de que os aprendizes de feiticeiro que por acaso do destino desta nação tiveram a desdita de o governar, com a sua política de terra queimada e de empobrecimento, não chegaram a conseguir dar cabo da arte de viver em Portugal.

Nenhum comentário: