quarta-feira, 26 de junho de 2013

• Vítor Gaspar

Um belo dia o chefe da missão do Fundo Monetário Internacional (FMI) em Portugal, Abebe Selassie, proferiu sem se rir acerca do ministro português das Finanças esta mui singular afirmação: "Vítor Gaspar? Um ministro muito impressionante. Para dizer o mínimo.".

As pessoas mais distraídas julgaram que isto era um elogio. Eu não sei porquê vi antes um importante aviso á navegação... 

Comecei no início da legislatura deste actual governo português, quando ainda todos nós não conhecíamos quase nadica de nada desta novel personagem mediática, por admirar a calma fleugmática deste burocratazito nas suas intervenções públicas nos media… aquela vozinha dele e o tom catedrático tão caricaturável!...

Hoje tenho medo, muito medo, da sua cegueira em relação a tudo que é exterior à sua redoma intelectual. Que são os números.

É que depois do seu despontar na cena pública, faz agora uns dois anos, comecei a reparar noutras figuras a rotulá-lo. E não de forma benevolente.

Das melhores e mais pertinentes observações que tenho ouvido sobre Vítor Gaspar, passo a resumir as seguintes:

Miguel Sousa Tavares acha que o nosso Gaspar é um subproduto dessa "nave dos loucos" que são os tecnocratas de topo de hierarquia em Bruxelas, e que este não passa de um "incompetente" bem disfarçado. Aquela insistência no uso dessa ferramenta informática caduca, que é o Excel…

Marcelo Rebelo de Sousa comparou-o a um "astrólogo". Aquelas previsões macroeconómicas de qualidade mais duvidosa que as do prof. Karamba sobre a evolução da vida amorosa do Tchumbé Sanhá com a sua amada Djizé…

O g'anda nóia do Luís Marques Mendes a dizer que o nosso homem "ainda não viu bem o filme"…

E isto tudo gente da sua cor política!… Curioso que é preciso haver alguém da oposição, mas politicamente reformado, como Mário Soares, para dizer alto e bom som, que Gaspar é um "perigoso fanático". Será que era mesmo necessário ter o estatuto e a vidência do nosso ex-presidente mais rezingão para vociferar isto?… Não é tão evidente?…

E ultimamente o gajo perdeu o juizo e só se põe a jeito!… É a história de sofrer por ser do SLB, é o argumento tão careca da influência da chuva na economia…É demasiado ridículo para eu conseguir manter o respeito que antes me ia merecendo.

Enfim!… Agora que os compadres da Troika andam às turras uns com os outros, eu concluo que o nosso Vítor não passa de uma marioneta. Daquele personagem sempre imprescindível para exercer o papel do idiota útil.

E nós a termos de gramar com isto!… E a ver as nossas vidinhas todas lixadas e viradas do avesso. Mas pode ser que haja males que vêm por bem. E que o povo português excomungue de vez com essa aberração que é o PSD. E que a bipolaridade passe a ser entre o PS e o CDS. Sempre era tudo mais preto no branco.

O nosso bom velho Vitinho quando ainda ninguém ouvia falar dele...

Nenhum comentário: